Atendimento
 

Kit Hemorróidas

Kit Hemorróidas
Clique para aumentar
Preço: R$58,00
Disponibilidade: Em estoque
Modelo: Kits
Nota média: Sem nota

Kit Hemorróidas

Imescard Pílulas c/ 36 drágeas ERVA DE BICHO COMP. + Imescard Pomada c/ 25g ERVA DE BICHO COMP. E HAMAMÉLIS COMP.

Imescard Pílulas c/ 36 drágeas ERVA DE BICHO COMPOSTA

Apresentação

Embalagem 36 pilulas

Modo de Ação

A Erva-de-bicho (Polygonum antihoemorrhoidale) devido à presença de taninos em sua composição possui ação sobre o ingurgitamento hemorroidal. A Beladona é outro fármaco vegetal usado nos espasmos intestinais, devido à ação dos princípios anticolinérgicos. A ação do produto como anticonstipante encontra-se na presença da Aloína que possui propriedades estimulantes dos movimentos peristálticos, favorecendo a função intestinal. A Ipecacuanha favorece a secreção dos sucos digestivos e os movimentos peristálticos no tubo gastrintestinal.

Indicações

No tratamento da prisão de ventre e como auxiliar no tratamento das hemorróidas.

Contra indicações

É contra-indicado em pacientes com conhecida hipersensibilidade à droga e seus componentes.A hiosciamina (presente na Beladona) contra-indica o uso do produto em presença de glaucoma de ângulo fechado, hipertrofia prostática, íleo paralítico e estenose pilórica . Como medida especial de precaução, deve-se evitar o emprego durante a gravidez e lactação, quando presente congestão uterina grave, nas metrorragias e nas menstruações muito abundantes. É contra-indicado o uso em crianças.

Preocupações e advertências

O uso das preparações contendo hiosciamina deve ser cauteloso em pacientes idosos ou febris e naqueles portadores de glaucoma de ângulo fechado ou condições caracterizadas por taquicardia, tais como tireotoxicoses, insuficiência renal ou cardíaca. O uso prolongado pode diminuir o fluxo salivar, contribuindo para o desenvolvimento de cáries, doenças periodontais e candidíase oral. Não recomenda-se o uso do produto durante a gravidez e lactação.

Interações Medicamentosas

Os efeitos anticolinérgicos da hiosciamina podem ser intensificados pela administração concomitante de amantadina, certos anti-histamínicos, antidepressivos tricíclicos, butirofenonas e fenotiazinas. Além disso, a hiosciamina aumenta a absorção de determinadas drogas, tais como a Digoxina, que necessitam de dissolução prolongada na luz intestinal.

Interações no Diagnóstico

O teste de secreção de ácido-gástrico realizado com pentagastrina ou com histamina para a avaliação da função gástrica sofre interferência devido aos efeitos antagonistas dos anticolinégicos (presentes na Beladona); recomenda-se não administrar as Pílulas Imescard 24 horas antes da realização do teste.

Reações Adversas/colaterais

Os efeitos colaterais decorrentes da hiosciamina incluem secura na boca, sede, midríase, cicloplegia, fotofobia, aumento da pressão intraocular, rubor e secura da pele, bradicardia seguida de taquicardia com palpitação e arritmias, disúria, redução da motilidade gastrintestinal, vômitos e tonturas. A Aloína pode causar irritação renal.

Posologia

Tomar 03 drágeas ao dia, quando houver prisão de ventre: 01 drágea pela manhã, 01 drágea durante o dia; 01 drágea à noite. Após a regularização da função intestinal, tomar 01 drágea à noite, diariamente. Para efeito purgativo, tomar 02 drágeas, de uma só vez, à noite.

Conduta na superdosagem

Em casos de ingestão excessiva de preparados contendo Beladona, deve-se esvaziar o estômago por aspiração e lavagem. O emprego de carvão para prevenir a absorção, seguido de lavagem, tem sido recomendado. Purgativos salinos, tais como 30 g de sulfato de sódio em 250 ml de água, podem ser utilizados para estimular o peristaltismo. Estados de excitação podem ser controlado com o uso de Diazepam ou barbituratos de ação rápida.

Pacientes idosos

Observar as reações adversas, contra-indicações e advertências e só fazer uso do medicamento com bastante cautela e sob orientação médica. 

Imescard Pomada c/ 25g ERVA DE BICHO COMPOSTA E HAMAMÉLIS COMPOSTA

O medicamento possui ação no tratamento das hemorróidas internas ou externas e suas manifestações inflamatórias.

Cuidado de conservação: conservar o produto à temperatura ambiente, em local seco e protegido da luz.

Prazo de validade: 36 meses. Ao comprar qualquer medicamento, verifique o prazo de validade. Não use nenhum remédio fora do prazo de validade; além de não obter o efeito desejado, você estará prejudicando a sua saúde.

Gravidez e lactação: recomenda-se não usar a Pomada Imescard durante a gravidez e lactação. Estudos demonstram que a Epinefrina pode atravessar a placenta. Em animais demonstrou-se efeito teratogênico. INFORME AO SEU MÉDICO A OCORRÊNCIA DE GRAVIDEZ NA VIGÊNCIA DO TRATAMENTO OU APÓS O SEU TÉRMINO. Informe também se está amamentando, pois a Epinefrina pode ser excretada no leite materno produzindo reações adversas no lactante.

Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como sensibilização por contato, prurido, reações alérgicas ou de hipersensibilidade, dermatite, sudorese, náusea, vômito, irritabilidade.

No tratamento de hemorróidas internas, usar o aplicador especial que acompanha o produto; lavá-lo com água potável e sabão neutro após cada uso. Retirar o aplicador após o uso e recolocar a tampa na bisnaga.

Idosos podem apresentar maior sensibilidade ao produto devido à presença de Benzocaína, Epinefrina, Mentol e Fenol.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS

Modo de Ação

A Erva-de-bicho (Polygonum antihoemorrhoidale) devido à presença de taninos em sua composição, possui ação sobre o ingurgitamento hemorroidal.

A Hamamélis (Hamamelis virginiana) possui propriedades dessecante e adstringente, graças a sua composição rica em taninos e ácido gálico que age sobre os vasos sangüíneos.

A Epinefrina atua nos receptores alfa-adrenérgicos da pele, membranas mucosas e vísceras, produzindo vasoconstrição. Esta ação diminui a velocidade de absorção vascular da Benzocaína, localizando deste modo, a anestesia, prolongando a duração da ação anestésica e diminuindo o risco de toxicidade devido à Benzocaína.

A Benzocaína atua bloqueando tanto a iniciação como a condução dos impulsos nervosos, mediante a diminuição da permeabilidade da membrana neural dos íons de sódio e desta maneira se estabilizam reversivelmente. Esta ação inibe a fase de despolarização da membrana neuronal, dando lugar a um potencial de ação de propagação insuficiente e ao conseguinte bloqueio da condução.

O Fenol possui ação anti-séptica e desinfetante agindo sobre bactérias gram negativas e positivas, micobactérias e alguns fungos. No entanto, é pouco eficaz contra esporos. É absorvido através da pele e membranas mucosas, sendo metabolizado a fenilglucuronido e sulfato fenil, sendo que pequena porção é oxidada em catecol e quinol, nas quais são muitas vezes conjugadas; a excreção é feita pela urina.

O Mentol causa vasodilatação e uma sensação de frio seguida de analgesia (rubefasciente). Após a absorção o Mentol é excretado na urina e bile na forma de glicuronido

INDICAÇÕES

Hemorróidas internas ou externas e suas manifestações inflamatórias.

CONTRA-INDICAÇÕES

É contra-indicado em pacientes com conhecida hipersensibilidade à droga e seus componentes.

PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS

O uso de Fenol não é recomendado em pacientes que tenham epiglotites.

Pacientes que não toleram os sulfitos podem ser intolerantes a preparações que contenham Epinefrina.

Não é recomendado o uso da pomada durante a gravidez e nem no período de lactação.

Deve-se avaliar o risco/ benefício no caso de hemorróidas com hemorragia. O mesmo prevalece para situações onde há infecção local, que pode causar a perda do efeito anastésico local.

Crianças e idosos podem apresentar maior sensibilidade ao produto devido à presença de Benzocaína, Epinefrina, Mentol e Fenol.

Não se recomenda o uso em paciente epilépticos e que tenham distúrbios cardíacos devido à presença de Benzocaína e Epinefrina.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

Produz alterações quando em uso concomitante com bentiromida devido à presença de Benzocaína.

O uso concomitante com medicamentos bloqueadores alfa-adrenérgicos ou com vasodilatadores pode provocar a diminuição do efeito da Epinefrina.

INTERAÇÕES NO DIAGNÓSTICO

Interfere com o resultado da função pancreática se houver absorção de Benzocaína.

REAÇÕES ADVERSAS/COLATERAIS

O Fenol e o Mentol presentes na formulação do produto podem causar, em alguns pacientes hipersensíveis, reações como dermatites alérgicas, de contato e prurido. O mesmo pode ocorrer devido à presença de Benzocaína , provocando reações do tipo I.

Reações ocasionais como: náusea, vômito, sudorese e irritabilidade.

POSOLOGIA

Aplicar pela manhã, repetindo-a após as evacuações e à noite ao deitar.

CONDUTA NA SUPERDOSAGEM

Praticamente não há absorção dos componentes da fórmula, não existindo relatos de superdosagem até o momento. O uso exagerado pode levar a eritema, edema, uma sensação de queimação, podendo provocar dor, sudorese e até náusea e vômito (mais raramente). Neste caso proceder a lavagem com água e sabão neutro do local afetado. Os sintomas tenderão a desaparecer quando o tratamento for descontinuado. Caso ocorra ingestão acidental, recomenda-se a lavagem estomacal devido à presença do Mentol.

PACIENTES IDOSOS

Observar as reações adversas, contra-indicações e advertências e só fazer uso do medicamento sob orientação médica.

Escrever opinião
Seu nome:


Sua opinião: Nota: HTML não é traduzido!

Nota: Ruim            Bom

Entre o código na caixa abaixo:

Não há imagens adicionais para este produto.